Como é ser programador/desenvolvedor em 2019

Por:
Como é ser programador/desenvolvedor em 2019

Quando decidi me tornar programador/desenvolvedor de sistemas, eu mal sabia como me tornar, alguns amigos falavam sobre programação e naquela época era complicado decidir exatamente o que fazer neste mercado que ainda era um pouco restrito.

“quando comecei na internet isso aqui era tudo mato”

Alguns Youtubers e programadores por ai

Para a minha geração este tipo de nostalgia é praticamente inevitável, pensar que as coisas eram melhores por serem mais difíceis, pensar que o valor das coisas mudou por terem se tornado mais mundanas, mas será se é assim mesmo? Quando eu pego este tipo de pensamento e coloco no meu dia a dia profissional eu vejo o quanto o tempo impactou e como o ecossistema mudou.

Tempos modernos

É indiscutível o quanto tudo evoluiu nos últimos 20 anos (sim eu já posso medir o tempo em 20 anos e isso me assusta), naquele tempo a internet estava engatinhando e poucos eram os sites que eram pelo menos “aceitáveis para os padrões de hoje”. 

No início dos anos 2000 Delphi (pascal) Cobol e C ainda eram as matérias estudadas nas faculdades e cursos de programação (não que isso mudou hoje em dia mas pelo menos já tem um java nas faculdades), afinal a internet ainda era uma promessa, lógico que outras linguagens de programação já existiam, mas a questão que quero abordar é a quantidade de informação disponível naquela época, afinal se quisesse aprender java vc tinha que comprar a bíblia do java (custava caro) que era extremamente grande e de certa forma difícil de ler, fora que não era comum encontrar cursos especializantes.

Em 2019 a quantidade de informação disponível na internet é assustadoramente grande, e para  aprender uma linguagem de programação basta praticamente você querer. Existe uma gama enorme de cursos grátis disponíveis e se você estiver disposto a pagar, o que não falta são escolas on-line com preços acessíveis.

Programador hoje em dia

Todo lado bom tem seu lado ruim, afinal toda moeda tem dois lados, a enorme quantidade de informação também é responsável pelo fenômeno contrário, onde com tanta informação os programadores não se especializam em nada (desculpem a generalização, neste caso me refiro a dominar uma linguagem ou framework totalmente).

Existe pelo menos um framework javaScript para cada dia da semana, e um mercado aquecido e carente, entendo que isso mexe com a cabeça das pessoas, principalmente de quem ainda está começando e ainda não sabe exatamente para onde ir, mas ao mesmo tempo, acredito que ser programador em 2019 não seja o mesmo que ser “o faz tudo” como eram os webmasters no início dos anos 2000.

Experimente tudo especialize em algo

O que não falta hoje em dia são linguagens de programação e frameworks disponíveis no mercado, e sinceramente não acredito que exista uma linguagem ou framework melhor que a outro, o que existe são necessidades diferentes, e cada caso é um caso.

Sou da turma que acha que é possível sim, experimentar um pouco de cada coisa até achar aquele com o qual você mais se identifica, e isso não pode ser uma escolha baseada somente em mercado, ainda hoje em dia, programadores PHP sofrem certo preconceito no mercado, porém, mesmo assim é a linguagem que eu mais gosto de programar por N motivos, a grande quantidade de possibilidades fez com que a linguagem amadurecesse e se tornasse a mais utilizada na internet e tem grande fatia do mercado.

Procure entender o paradigma da programação, conceitos básicos fará de você um bom programador, e a linguagem de programação será apenas um complemento disto, gosto da ideia de não se apegar muito a uma linguagem em si, mas entender a fundo como pelo menos uma funciona fará diferença no final das contas.

Bom, não sei dizer se eu consegui ajudar, ou se atrapalhei, mas o importante é pensar que sim, o mercado de desenvolvimento está mais aquecido do que nunca, é hoje o mercado que mais cresce, e provavelmente continuará assim durante um bom tempo.